Ex- Conselheiro da OAB-ES, Aroldo Limonge, conclama formandos a atuarem em uma advocacia ética



Mais de 40 novos advogados receberam suas carteiras, nesta quarta-feira (11), em solenidade na sede da Seccional. Com palavras de incentivo, o diretor tesoureiro da Ordem dos Advogados do Brasil, Seção Espírito Santo (OAB-ES), Giulio Imbroisi, que representou a diretoria na solenidade, afirmou ser “a OAB a Casa da Advocacia, a Casa da Cidadania e que as portas estão abertas para todos”.

O paraninfo, professor e ex- conselheiro da Seccional, Aroldo Limonge, relatou que vivendo uma advocacia ética os novos advogados estarão assegurando o próprio sucesso. Emocionado, Limonge, alertou para a distinção que a carta de advogado representa. Segundo ele “esta carta representa quem passa a defender os interesses da sociedade”. E aconselhou os formandos: “jamais brinquem com os fatos e não façam da advocacia um artifício para buscar soluções vitoriosas em um processo criando versões. Nessa busca por versões é que a maioria dos advogados se perde”.

Compuseram a mesa da solenidade, além do diretor tesoureiro da OAB-ES, Giulio Imbroisi e do paraninfo, Aroldo Limonge, o presidente da CAAES, Carlos Augusto Alledi de Carvalho; o secretário geral da Comissão Estadual da Advocacia em Início de Carreira (CEAIC), Cassius Cipriano; a presidente da Comissão de Direitos Humanos, Flavia Murad, e o advogado Carlos Eduardo Lyrio.

Galeria de Fotos

keyboard_arrow_up