Mulher advogada

Advogadas capixabas aprovam a primeira sala destinada a lactantes no Fórum de Vitória  



Com a inauguração da nova sala para lactantes, as advogadas capixabas conquistam mais uma etapa na luta por direitos femininos. O espaço foi inaugurado na sexta-feira (16/10) e está localizado na sala da OAB-ES, no Fórum Cível Criminal de Vitória, na Cidade Alta, Centro.   

Em sua estrutura, a sala totalmente humanizada, conta com uma pia para higienização e um sofá que as advogadas podem utilizar para amamentação ou extração do leite materno.  

A advogada Jasciane de Moraes, que tem um filho de 1 ano e 9 meses, está muito contente com a inauguração da sala especial e brincou que até sentiu vontade de ter mais um bebê.  Ela comentou sobre a dificuldade que mulheres advogadas tem em amamentar enquanto trabalham, o que acaba fazendo seus filhos desmamarem cedo. “Eu acredito que muitas mães desmamam os filhos justamente por causa disso, por falta de lugares para amamentar, por trabalharem muito. Eu achei essa sala simplesmente sensacional. Muito boa, inclusive. Na época que eu tive o meu neném, eu saía muito pouco para ir em Fórum, para resolver coisas em banco por causa dessa deficiência de um lugar para que eu pudesse amamentar. Então, essa sala no Fórum dá até vontade de ter outro filho agora, porque nós nos sentimos mais amparadas”, destacou a advogada.  

A advogada lactante e presidente da Comissão de Direitos Humanos, Manoela Soares, também falou sobre a nova sala.   “A iniciativa da OAB-ES em implantar essa sala para lactantes no espaço da OAB-ES no Fórum é louvável. Além de voltar os olhos institucionais para a mulher advogada, também se preocupa com as profissionais mães que precisam desenvolver suas atividades laborais ao mesmo tempo que também necessitam estar ao lado de seus filhos nesta fase. É uma visão muito acolhedora. A mulher advogada se sente acolhida e pertencida pela OAB no momento mais importante de sua vida. Demonstra que a OAB tem seu olhar zeloso para a mulher advogada. Parabenizo todo os esforços empreendidos por esta atual gestão que valoriza a atuação feminina no mercado de trabalho”, elogiou Manoela.

 
 

A presidente da Comissão da Mulher Advogada, Livia Dal Piaz, uma das idealizadoras do projeto e também lactante, falou da ação. “É um momento histórico para o sistema de Justiça ter um espaço acolhedor onde as profissionais mães podem exercer sua profissão com dignidade. Quantas mulheres já não precisaram sentar em qualquer lugar com seus pequenos ou entrar em banheiros sujos e apertados para trocar uma fralda? É uma alegria vir inaugurar e amamentar nesse espaço especialmente pensado para as mulheres advogadas. Essa certamente será a primeira de muitas salas lactantes a ser inaugurada pela Ordem”, disse a presidente da Comissão da Mulher Advogada, Livia Dal Piaz. 

A vice-presidente da OAB-ES Anabela Galvão também destacou sobre o espaço. “Para mim é uma satisfação imensa participar de um momento histórico e inaugurar um espaço destinado às lactantes no Fórum da Capital. A sala foi preparado com muito carinho, incentivado pela presidente da Comissão da Mulher Advogada, dra. Livia Dal Piaz, com apoio de muitas outras colegas e colaboradores da Ordem. Tenho certeza que será muito bem recebido e utilizado pelas advogadas nesse período tão importante para criação dos filhos, que é a fase da amamentação. Esta iniciativa foi imediatamente aceita pelo nosso presidente Rizk, por mim e por toda Diretoria. Estamos todos de parabéns”, ressaltou Anabela Galvão.  

 

De acordo com os dados da OAB-ES, no Espírito Santo há mais advogadas mulheres do que homens. Na tabela atualizada diariamente pela Ordem, o número de advogadas cadastradas e regulares no estado é de 11.633, sendo 470 a mais do que o número de advogados homens cadastrados atualmente. A inauguração de um espaço exclusivo para lactantes demonstra como a Ordem se preocupa com o bem-estar das advogadas capixabas. 

keyboard_arrow_up