Homero Mafra encerra Ciclo de Palestras com agradecimento a Advocacia

Presidente da OAB-ES, Homero Mafra encerra Ciclo de Palestras da Semana da Advocacia. Foto: Divulgação.
Presidente da OAB-ES, Homero Mafra encerra Ciclo de Palestras da Semana da Advocacia. Foto: Divulgação.

Ao encerrar o Ciclo de Palestras da Semana da Advocacia 2017, o presidente da Ordem dos Advogados do Brasil – Seção Espírito Santo (OAB-ES), Homero Mafra, fez questão de agradecer especialmente a cada advogado e advogada que compareceu ao Centro de Convenções de Vitória entre os dias 08 e 09 deste mês pelo sucesso do evento.

“Como estou feliz entre os advogados. Como é gostoso estar na companhia de vocês. É ter uma segunda pele diferente. É não ter medo de enfrentar os poderosos e dizer não ao juiz arbitrário e trabalhar pela construção da alegria. Não quero falar das dores ou dos juízes que merecem representação no CNJ e nós fazemos. Hoje é dia de falar da beleza da Semana da Advocacia. Quero mais uma vez agradecer a Rodrigo Mazzei, que tanto fez por este dia”, declarou.

Diretor da ESA/OAB-ES, Rodrigo Mazzei também agradeceu aos advogados e fez questão de destacar que a Semana da Advocacia só existe porque a advocacia comparece e se interessa pelos temas propostos.

Rodrigo Mazzei, diretor da ESA/OAB-ES. Foto: Divulgação.

Conferência

Responsável pela conferência de encerramento do Ciclo de Palestras da Semana da Advocacia 2017, o doutor em Direito Civil pela USP, Flávio Tartuce expôs as Transformações do Direito Contratual e criticou, principalmente, a falta de critério nas decisões sobre dano moral.

“A responsabilidade pelo grande número de ações no Poder Judiciário não é o dano moral, mas sim o desrespeito a direitos. Principalmente os direitos dos consumidores. O que aumenta o número de ações é o desrespeito à lei. O que busquei falar é que é preciso lutar contra o Mero Aborrecimento. A banalização contra a vítima prejudica os cidadãos. Fala-se em indústria do dano moral, mas o que temos é uma indústria contra a vítima. O consumidor fica inibido de entrar na Justiça por achar que não vai ter sucesso”, lamentou.

Veja a entrevista:


O professor Flávio Tartuce destacou que acredita ainda que o consumidor é lesado duas vezes. “Primeiro ele é desrespeitado em seu direito, depois ele recebe uma resposta do Judiciário que a ação dele é apenas mero aborrecimento. São duas lesões. Uma no campo material e outra no processual”, explicou.

Flávio Tartuce fez a conferência de encerramento da Semana da Advocacia. Foto: Divulgação.

Veja Também:
Ciclo de Palestras da Semana da Advocacia 2017 contou com 25 exposições sobre os mais variados temas
Audiência de custódia, novo CPC, direito eleitoral e tributário na manhã do ciclo de palestras 2017
Grandes juristas abrilhantaram primeira noite de palestras na Semana da Advocacia 2017
Alto nível das palestras da Semana da Advocacia 2017 encanta categoria
Semana da Advocacia inicia com a presença do vice-presidente do Conselho Federal

keyboard_arrow_up