Informações

OAB-ES realiza pesquisa sobre situação das mulheres advogadas na pandemia



A OAB-ES, por meio da Comissão da Mulher Advogada, está promovendo uma pesquisa entre as mulheres advogadas capixabas durante a pandemia do novo coronavírus COVID-19.

O objetivo é levantar dados e informações sobre as dificuldades enfrentadas pelas advogadas capixabas e servir de subsídio para o planejamento de ações pontuais que propiciem melhores condições de trabalho.

A pandemia causada pelo novo coronavírus pode acentuar os efeitos da desigualdade de gênero e piorar a vida das mulheres. O alerta foi dado pelo Fundo de População das Nações Unidas (UNFPA), organismo da Organização das Nações Unidas (ONU) responsável por questões populacionais.

“A Comissão expressa sua preocupação com o trabalho da mulher advogada nos tempos de pandemia e consequentemente, sua sobrecarga de trabalho. Por esse motivo, a Comissão montou um grupo de trabalho formado pelas membras Genaina Vasconcellos, Juliana Pimentel, Simone Malek, Leila Imbroisi, Ariany Carvalho, Luiza Dalmaso, Maria da Penha Falcão para estudar e fundamentar e propor encaminhamentos para essa questão”, explicou a presidente Livia Cipriano Dal Piaz.

“Todos nós estamos enfrentando dificuldades nesse período de pandemia. Porém, as mulheres são atingidas de forma mais específica, porque temos os desafios particulares, como a maternidade e as questões domésticas. A mulher é culturalmente mais envolvida nesses assuntos, tornando a quarentena ainda mais complicada com a sobrecarga de trabalho domésticos, profissionais, mãe e mulher. Entendemos que a sobrecarga de trabalho da mulher deve ser uma preocupação de toda a sociedade e por essa razão gostaria de ouvir as mulheres advogadas capixabas a fim de conhecer e entender suas diferentes realidades e peculiaridades, informou ainda a presidente da Comissão”, ressaltou.

Para participar basta acessar o link http://oabes.org.br/inscricao/mulher-advogada



keyboard_arrow_up