OAB-ES pede providências ao Tribunal de Justiça e à Secretaria da Segurança Pública contra a insegurança no entorno do Fórum Cível da Serra

Na petição, o presidente da OAB-ES, Homero Mafra, se dirigiu ao desembargador Sérgio Luiz Teixeira da Gama e ao secretário da Segurança, coronel Nylton Rodrigues, enfatizando que são constantes as reclamações dos advogados quanto à insegurança no entorno do local.
Na petição, o presidente da OAB-ES, Homero Mafra, se dirigiu ao desembargador Sérgio Luiz Teixeira da Gama e ao secretário da Segurança, coronel Nylton Rodrigues, enfatizando que são constantes as reclamações dos advogados quanto à insegurança no entorno do local.
A Ordem dos Advogados do Brasil – Seção Espírito Santo (OAB-ES) enviou nesta terça-feira ofício ao Tribunal de Justiça do Espírito Santo (TJ-ES) e à Secretaria de Estado da Segurança Pública (Sesp) pedindo providências contra a insegurança no entorno do Fórum Cível da Serra.
O problema é que frequentadores do Fórum, que fica na Avenida Carapebus, nº 226, Bairro São Geraldo – Carapina, próximo ao terminal, ficam à mercê do ataque de bandidos que agem na região ao chegar e sair da unidade judiciária.
Na petição, o presidente da OAB-ES, Homero Mafra, se dirigiu ao desembargador Sérgio Luiz Teixeira da Gama e ao secretário da Segurança, coronel Nylton Rodrigues, enfatizando que são constantes as reclamações dos advogados quanto à insegurança no entorno do local.
“A insegurança é tamanha, que os próprios seguranças da Fórum da Serra orientam partes e advogados a não saírem do prédio desacompanhados após as 17 horas”, diz o presidente Homero Mafra no ofício encaminhado ao TJ-ES e à Sesp.
keyboard_arrow_up