planejamento

Comissão de Juizados Especiais atuará em toda as esferas



O comprometimento e a dedicação são a essência da Comissão Especial de Juizados Especiais da OAB-ES que pretende atuar em todas as competências. Nesta sexta-feira (15), foi realizada a primeira reunião onde os membros já traçaram o planejamento e algumas deliberações.

Durante o encontro, os advogados participantes decidiram dividir a comissão em quatro coordenadorias para atender os juizados especiais cível, criminal, da Fazenda Pública e federal.

“Os juizados são a porta de entrada, principalmente da jovem advocacia, portanto precisam atuar contra a demora nos processos e falta de qualidade das decisões, que muitas vezes deixam a desejar”, pontuou o presidente da Comissão, Wanderson Gonçalves Mariano.

Ele esclareceu ainda que o objetivo é dialogar sempre com as instituições, pois essa é a solução e o caminho, de acordo com Wanderson.

Ao longo da reunião a Comissão também estabeleceu a criação de grupos de estudo como da Lei Complementar nº 900, que alterou o regimento interno dos juizados e possibilitou a criação das turmas virtuais.

keyboard_arrow_up