Pesquisa

Projetos esportivos como alternativas para o combate à violência na sociedade

Lucas Araujo Porto, Advogado, Cientista Social, pós-graduado em Direito do Trabalho e Processo do Trabalho
Lucas Araujo Porto, Advogado, Cientista Social, pós-graduado em Direito do Trabalho e Processo do Trabalho



Mestrando em Segurança Pública pela Universidade Vila Velha (UVV), Lucas Araujo Porto tem desenvolvido sua pesquisa voltada para a temática de projetos sociais esportivos, especificamente na Escolinha de Futebol Esporte Clube Tupy, em Vila Velha, para mais de 300 crianças e adolescentes com idade entre 04 e 17 anos, em situação de vulnerabilidade e risco social, como forma de prevenção e combate à violência.

 

O trabalho de Manifestação Esportiva desenvolvida na escolinha do Clube Tupy encontra-se amparado na Constituição Federal, e também pela Lei 11.438/2006 - “Lei de incentivo ao Esporte”, que fomentam ações do desporto nos projetos sociais, para elevar a condição do esporte como meio de socialização.

 

O projeto da Escolinha de Futebol apelidado como “O mais querido de Vila Velha”, atua diretamente com os bairros periféricos da região de Itapuã, oferecendo atividades de lazer e esporte para crianças e adolescentes entre 04 e 17 anos, utilizando o futebol como meio alternativo para o desenvolvimento integral - físico, psicológico e social.


Importante ressaltar que, segundo dados do Programa Estado Presente desenvolvido pelo Governo do Estado do Espírito Santo, a Região Metropolitana da Grande Vitória é responsável por 55% dos homicídios registrados em todo o Estado. Segundo dados do Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (IPEA), divulgados em 2021, a cidade de Vila Velha ocupa a 82º posição como o município mais violento do Brasil.

Dessa forma, destaca o advogado pesquisador, a importância dos projetos sociais esportivos como forma de intervenção para reduzir a criminalidade e a violência urbana, que segundo ele, não devem ser combatidas apenas através da polícia: "Acredito nos elementos preventivos do combate à violência, sendo eles: a educação, o esporte e a formação cidadã", diz.  

De acordo com o Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA), é estabelecido como direito fundamental, o acesso ao esporte, ao lazer e à convivência familiar e comunitária a criança e ao adolescente, sendo dever da família, da comunidade, e do poder público assegurá-los. 









Fonte:

- CERQUEIRA, Daniel. Atlas da Violência 2021 / Daniel Cerqueira et al., — São Paulo: FBSP, 2021.

- SEP/SUBEPP, Secretaria de Estado de Economia e Planejamento/Subsecretaria de Estado de Planejamento e Projetos. Estado Presente em Defesa da Vida: Proteção Social. Lançamento do Eixo de Proteção Social do Programa Estado Presente, realizado em Vitória, 2019.

- SEP, Secretaria de Estado de Economia e Planejamento. Planejamento Estratégico 2019-2022. Vitória. 2019.

https://planejamento.es.gov.br/Media/sep/Planejamento%20Estrat%C3%A9gico/Planejamento%20Estrat%C3%A9gico%202019-2022/PLANEJAMENTO%20ESTRAT%C3%89GICO%20GOVERNO%20ES%202019-2022.pdf

keyboard_arrow_up