Evento

OAB-ES participa da abertura da 19ª Semana Justiça pela Paz em Casa no Tribunal de Justiça




A vice-presidente da OAB-ES e presidente da Comissão da Mulher Advogada, Anabela Galvão, participou da abertura oficial da 19ª Semana Justiça pela Paz em Casa, no Tribunal de Justiça do Espírito Santo (TJES), com diversas autoridades do Poder Judiciário Estadual. O evento foi realizado no Salão Pleno do TJES e contou com a presença do supervisor das Varas Criminais, de Execução Penal e Violência Doméstica, desembargador Fernando Gardini Antônio, da procuradora-geral de Justiça do Ministério Público Estadual (MPES), Luciana Andrade, da juíza Hermínia Azoar, do procurador-chefe do Ministério Público do Trabalho (MPT), Stanislav Talo, do prefeito de Vitória, Lorenzo Pazolini, entre outras autoridades e representantes institucionais.

Participaram representantes da Comissão da Mulher Advogada da Seccional, das Subseções de Vila Velha e de Cariacica. Dentre elas: as advogadas Genaína Vasconcellos, Vanessa Santa Bárbara, Maria Teresa Rosendo, Edilamara Rangel, Rafaela Ednalva Britto, Luciana Ribeiro e Ariana Carvalho.

A coordenadora estadual da mulher em situação de violência doméstica e familiar do TJES, juíza Hermínia Maria Silveira Azoury, deu as boas-vindas a todos os participantes, destacando a importância do evento. “Hoje é um dia muito especial porque damos o pontapé inicial para a criação da Ouvidoria da Mulher, um importante instrumento para as vítimas de violência doméstica e familiar e, ainda, por estarmos fechando uma parceria para levar às escolas públicas e particulares, o projeto Maria da Penha vai à escola”, destacou a magistrada.

A vice-presidente da OAB-ES cumprimentou a todos e parabenizou o TJES pelo evento. “O TJES está de parabéns por organizar um evento como esse. A OAB-ES e Comissão da Mulher Advogada estão comprometidas em combater quaisquer tipos de violência contra mulheres e nossas advogadas”.

"A Ouvidoria da Mulher no TJES será um canal específico de atendimento para mulheres vítimas de violência. Lembro que a OAB-ES lançou a Ouvidoria da Mulher Advogada em dezembro de 2019 e desde então, tem apoiado as mulheres advogadas com atendimento feito por assistente social e por psicóloga. Dando suporte para quem precisa", ressaltou Anabela Galvão.

O Programa Justiça pela Paz em Casa é promovido pelo CNJ, em parceria com os Tribunais de Justiça estaduais e tem como objetivo ampliar a efetividade da Lei Maria da Penha (Lei n. 11.340/2006), concentrando esforços para agilizar o andamento dos processos relacionados à violência de gênero.

Durante toda essa semana serão realizadas ações de conscientização e alerta com a participação efetiva das mulheres advogadas da Ordem no atendimento voluntário.
keyboard_arrow_up