Solenidade on-line

Entrega de carteira: OAB-ES homenageia a advogada Gloria Rabello



Nesta manhã de terça-feira (08-06), a OAB-ES, por meio de seu presidente José Carlos Rizk Filho, entregou em uma solenidade virtual a carteira da advogada Gloria Maria Rabello Vieira, 85 anos. Além dos dois, participaram do momento, o seu esposo, Valder Colares Vieira, 88 anos, e seu filho Rodrigo Rabello Vieira, ambos também advogados.

“Me sinto honrado de poder entregar e homenagear a doutora Gloria com a carteira. Tenho uma grande estima pela família Rabello Vieira, onde a tradição do Direito continua até hoje e cujo conhecimento jurídico vem passando de pai para filho”, ressaltou o presidente Rizk.

Rodrigo explicou que seu avô por parte de mãe, Fernando Duarte Rabello, também seguiu a carreira do Direito. “Mas na época em que minha mãe se formou, eram poucas as mulheres que se aventuravam na advocacia. Nesses tempos a atribuição destinada às mulheres era cuidar dos filhos, e foi exatamente isso que ela fez”, conta.

Rodrigo lembrou, ainda, que a mãe se formou antes do pai. “Já o meu pai, entre 28 e 30 anos, foi dar aula na Universidade Federal do Espírito Santo (Ufes), e isso também não era comum, já que a tradição eram professores mais velhos, com anos e anos de carreira no Direito. Mas ele conseguiu vencer essa resistência, tornando-se um grande mestre, reitor, vice-reitor e Diretor do Centro de Ciências Jurídicas e Econômicas da universidade. Inclusive, foi professor do pai de Rizk, que também é advogado, o doutor José Carlos Rizk”, conta.

Segundo Rodrigo, a solicitação para a OAB-ES pela carteira da mãe é porque ela vai voltar ao escritório Colares e Rabello Advogados Associados. “A ideia é manter a tradição familiar. Lógico que ela não vai atuar no dia a dia, vem como um esteio para dar prosseguimento a essa história. Já são 36 anos de escritório”, lembra.

Entre as recordações, Rodrigo destaca uma curiosidade: “Quando o meu pai era Diretor do Centro de Ciências Jurídicas e Econômicas da universidade, minha mãe ainda não tinha seu diploma em mãos, e coincidentemente foi meu pai que o subscreveu. Foi ele quem assinou”, recorda.

“Eu fico muito feliz por ter contado em minha trajetória no Direito com os conhecimentos de minha mãe e de meu pai. Comecei a vivenciar o ambiente da advocacia muito cedo, ainda durante o estágio no escritório da família. Imagine que a inscrição de meu pai na OAB-ES é o número 843. Depois, já formado, as coisas se inverteram, eu virei o gestor do local e o meu pai passou a trabalhar comigo. Dizem que todo pai deseja que o filho o supere. Temos orgulho um do outro. Agora, é minha filha que está prestes a se tornar advogada”, explica Rodrigo.

Para terminar, Rodrigo agradeceu ao presidente da Ordem, Rizk, por realizar essa solenidade, mesmo que on-line, e também por sua capacidade de defender os direitos dos advogados como instituição, mas sem ser corporativista. “Minha mãe ficou muito emocionada, lisonjeada e feliz de poder, após anos, reabrir a sua inscrição e receber a carteira”, concluiu Rodrigo.
keyboard_arrow_up